Países mais baratos para intercâmbio

Atualmente, fazer um intercâmbio é uma opção muito comum para quem busca fortalecer o currículo e viver junto a novas culturas. Neste cenário, encontrar os países mais baratos para intercâmbio é necessário para combinar a necessidade de uma nova experiência com um orçamento que caiba no bolso do estudante.

Ao escolher entre os países mais baratos para intercâmbio, escolhemos locais que tradicionalmente oferecem cursos que são reconhecidos e considerados importantes. Caso contrário, o intercâmbio acaba tornando-se apenas uma viagem sem valor curricular.

Outro fator a ser considerado é o tempo de curso, que obviamente afeta do custo total e, sobretudo, a relevância de certos gastos – especialmente a passagem.

Considerando que o custo é um dos fatores essenciais para quem busca pelos países mais baratos para intercâmbio, optamos por fazer levantamentos de intercâmbios curtos – de, no máximo, um mês. Além disso, os preços consideram cursos de treinamento de idioma ou alguma habilidade que tenham prestígio, para valorizar a experiência.

Confira alguns dos países mais baratos para intercâmbio:

Canadá

O Canadá não é exatamente um dos países com o custo de vida mais baixo do planeta. O que permite que ele esteja entre os países mais baratos para intercâmbio é a intensa atividade de intercambistas e cursos especializados em estudantes estrangeiros.

Isso permite a elaboração de pacotes que incluem boa parte dos custos básicos, como hospedagem, curso, duas refeições diárias e parte dos transportes por cerca de 1.600 dólares. Um dos pontos fortes, nestes programas, é o fato de o Canadá ser altamente respeito como fomentador de cultura e educação, o que torna a experiência bastante valorizada no currículo.

Malta

Malta é um destino surpreendentemente acessível para a realização de um intercâmbio, embora não esteja entre os mais populares entre as agências de turismo. A país é bastante frequentado por estudantes de outros países, e o arquipélago é riquíssimo em história e cultura.

Seu custo de vida é razoavelmente baixo, e o grande fomento cultural e atividade acadêmica no local favorecem o aprendizado dos estudantes. Um intercâmbio pode ser feito por lá por pouco mais de 1.500 dólares, e a experiência de morar um tempo em Malta é bastante singular. Na hora de procurar por passagens, é interessante buscar por destinos europeus próximos mas acessíveis, pois buscar pelas opções mais diretas pode custar mais caro.

Cidade do Cabo

A Cidade do Cabo é uma das capitais da África do Sul, responsável pela parte legislativa da política nacional. Histórica, colorida e impressionante, a Cidade do Cabo torna-se cada vez mais forte como um centro estudantil de escala global.

Isso gera um ambiente propício para o aprendizado, especialmente com a presença de excelentes instituições de ensino na cidade. Para quem buscar pelos países mais baratos para intercâmbio, a desvalorização da moeda local auxilia na elaboração de um orçamento mais em conta. Um período de intercâmbio na Cidade do Cabo pode ser o equivalente a quatro ou cinco vezes menos do que um programa semelhante em uma cidade central dos EUA, por exemplo.

Em geral, pode-se fazer um curso de idioma de prestígio e tradição britânica com os custos de acomodação, alimentação e taxas adicionais por menos de 1.500 dólares.

Leave a Reply