Key West: Dicas de como chegar e o que fazer na cidade

A ilha de Key West oferece uma infinidade de maneiras de aproveitar um lado diferente da Flórida, sendo um passeio alternativo em relação às tradicionais idas a parques temáticos e outlets.

Local de descanso de famosos escritores e, até mesmo, ex-presidentes dos EUA, a ilha é recheada de pontos históricos, museus e características muito próprias do ponto mais próximo de Cuba no país. Suas praias são belas, com água quente e personagens muito curiosos – desde os moradores, até os turistas que optam pela rota alternativa.

Saiba mais sobre Key West, como chegar até lá e o que fazer nessa ilha simpática e formidável:

Como chegar em Key West?

A forma mais tradicional de chegar à ilha é saindo de Miami, que fica a cerca de 160 milhas de distância – pouco mais de 250 quilômetros. Pela via terrestre, mais tradicional, você percorrerá uma série de pontes, em um trajeto geralmente feito em pouco mais de três horas, se você optar por não parar em alguma das várias opções de turismo no meio do caminho.

Pode-se recorrer, também, a empresas de turismo de Miami, que oferecem o trajeto em vans ou ônibus, que fazem paradas nos locais mais interessantes e nas paisagens mais velas do local. Tanto o trajeto de carro quanto os pacotes turísticos utilizam a Overseas Highway, nome popular da US 1.

Se, por outro lado, você prefere poupar tempo e não se importa em gastar um pouco mais por isso, pode pegar um voo de 50 minutos ente Miami e Key West, que possui um aeroporto internacional.

O que fazer em Key West?

Apesar de sua área relativamente pequena, a ilha oferece inúmeras opções para aproveitar o passeio. Durante o dia, destacam-se as praias e os diversos parques que existem no local. A Smathers Beach, a Rest Beach e a Higg’s Beach são as mais utilizadas pro turistas que querem uma paisagem bele e todo o conforto.

A proximidade em relação ao Caribe oferece praias de areias brancas, mar claro e paisagens paradisíacas. A boa notícia é que existem opções para todos os gostos: tanto para quem busca badalação, quanto para quem prefere locais paradisíacos e tranquilos.

Além disso, é obrigatório visitar parques como o Dry Tortugas National Park, que oferece vistas inacreditáveis mesclando a natureza e a história do país, com um grande forte desativado e locais excelentes para mergulho, com peixes e uma excelente amostra da vida marinha no local.

Além disso, para os mais apegados em museus, o Coast Guard Cutter Ingham Maritime Museum é uma opção excelente para saber um pouco mais sobre a história da marinha americana, especialmente em relação às suas atividades na região.

Vida noturna e gastronomia

Em comparação a Miami, é claro, Key West não oferece um cardápio tão completo de opções para a vida noturna – o que não significa que não seja possível se divertir à noite. Na Duval Street, estão os principais locais para compras e saídas para tomar alguns drinks, com cafés, bares e pessoas divertindo-se.

Obrigatória é a parada no Sloopy Joe’s, um bar muito frequentado e já icônico na ilha. À noite, os bares oferecem opções diversas, das mais tradicionais às temáticas e inovadoras. Certamente, vale um passeio pelas ruas centrais, entrando de porta em porta durante a noite.

As opções gastronômicas também são muito interessantes e variadas. É claro que o forte da ilha são os frutos do mar, sempre frescos e deliciosos. Para quem gosta de comida japonesa, essa característica também contribui até mesmo para os paladares mais exigentes. Por ser uma ilha turística, a boa notícia é que os restaurantes possuem horário mais flexível, sem o medo típico de pequenas ilhas de horário restrito.

Leave a Reply