Ilhas Tijucas: conheça esse arquipélago paradisíaco

Há algum tempo, as Ilhas Tijucas eram uma espécie de segredo daqueles que já utilizavam barcos para explorar as ilhas que cercam o Rio de Janeiro. Este arquipélago, em especial, fica a menos de cinco quilômetros da costa continental, localizada entre São Conrado e a Barra. Não é, no entanto, sua proximidade que torna o destino cada vez mais popular: é a beleza, a limpeza das águas e a calmaria gerada pela proteção das ilhas.

Isso garante, às Ilhas Tijucas, o status de pontos de mergulho, banho, Stand Up Paddle e de passeios para impressionar-se com a natureza. Saiba mais sobre este destino impressionante, cada vez mais procurado a poucos quilômetros da costa:

O que são as Ilhas Tijucas?

As Ilhas Tijucas são um arquipélago de três ilhas: a ilha do Meio, mais próxima à costa, a ilha Pontuda, mais alta e com um farol de navegação em seu topo, e a Alfavaca, que forma um dos melhores pontos de mergulho de toda a cidade.

A formação do arquipélago exige, obviamente, o uso de barcos, mas permite momentos de descanso, tranquilidade, práticas de esportes e – claro – visões inacreditáveis da costa carioca, de um ponto de vista raro para muitos.

Paraíso do Stand Up Paddle

Se você ainda não conhece o esporte, o Stand Up Paddle – SUP, é uma espécie de navegação sobre a prancha. Os praticantes ficam sem pé sobre uma prancha larga, com o auxílio de um remo. A prática é conhecida por sua exigência física, e por ser uma excelente forma de conhecer novos lugares perto de costas – como as Ilhas Tijucas – sem a necessidade de um barco.

No caso do arquipélago, a grande vantagem é que as ilhas formam uma zona de águas muito calmas, tornando-se ideal para a prática do SUP. Além disso, é claro, não atrapalha em nada praticar o esporte em meio à natureza deslumbrante das ilhas, além da beleza dos aquários que se forma sob a água.

Ideal para mergulhos

Outra atividade recorrente no local é a prática de mergulhos. Tanto pessoas com snorkel individual quanto escolas de mergulho aproveitam este pequeno paraíso para realizar suas expedições. O motivo é óbvio: as águas calmas formam um ambiente próprio sob as águas, rico em diversos animais marinhos que podem ser observados pelas águas cristalinas e protegidas entre as Ilhas Tijucas.

Para que que ter a experiência, basta procurar alguma escola de mergulho que inclua a região entre seus destinos – localizadas especialmente em São Conrado e na Barra. Uma forma fácil de encontrar quem oferece o serviço, é perguntar aos trabalhadores dos barcos que ficam na Barra, que certamente saberão quem são os responsáveis pelo serviço.

Como aproveitar as Ilhas Tijucas?

Falamos algumas das modalidades que tornaram o arquipélago cada vez mais procurado. No entanto, se você não possui um barco, o acesso depende de serviço de terceiros. Neste caso, existem diversas embarcações e operadoras de mergulhos que oferecem o passeio, o que é uma boa notícia.

Não tão agradável, no entanto, é a estimativa de tempo. Segundo as empresas que oferecem a ida às Ilhas Tijucas, a duração do trajeto é de cerca de duas horas e meia para ir, e mais duas horas e meia para voltar.

Isso significa que é necessário reservar um dia inteiro: cinco horas para o transporte, mais o tempo para realizar todas as atividades que você quer, por lá. Obviamente, existe a opção mais exclusiva de contar com uma lancha tripulada, o que deve reduzir o tempo para menos de meia hora de trajeto. Não é, no entanto, o padrão dos serviços oferecidos, por ser necessário o uso de equipamentos e de transporte de grupos maiores.

O passeio, no entanto, certamente vale a pena. Conhecer as Ilhas Tijucas reúne o deslumbre com a natureza, o convívio com o mar e a possibilidade de aventuras quase surreais a alguns quilômetros longe da costa, em um local de águas calmas e cristalinas. Uma oportunidade verdadeiramente rara!

Leave a Reply