Destinos religiosos: principais pontos pelo globo

Todos os anos, milhões e milhões de pessoas peregrinam ao redor do mundo em busca de destinos religiosos. Estes destinos, muitas vezes, transcendem a própria religião para a qual apresentam significado importante, tornando-se referência cultural de toda a humanidade.

Os destinos religiosos são algo constante em praticamente toda grande religião atual, geralmente remontando suas origens ou partes importantes de sua história. A maior parte deles, é claro, é verdadeiramente impressionante e inspiradora.

Conheça alguns dos destinos religiosos mais visitados de todos os planetas, e suas principais características:

Meca

Meca é uma cidade sagrada localizada na Arábia Saudita. É o local de nascimento do profeta Maomé, a figura espiritual central de todos o Islã. A cidade é, além de um destino sagrado para os muçulmanos, uma metrópole de dois milhões de habitantes, com vida própria que vai além de sua importância histórica.

No mês islâmico do Hajj, a população da cidade pode até mesmo triplicar durante a peregrinação de muçulmanos de todo o mundo para seu centro religioso. É para Meca, por exemplo, que muçulmanos voltam-se na hora de realizar suas orações.

Medina

Além de Meca, a Arábia Saudita possui outro ícone da tradição islâmica: Medina. Trata-se do local onde Maomé foi enterrado, tornando-se um dos centros espirituais e políticos do Islã durante seu desenvolvimento histórico.

Basílica de São Pedro

A impressionante catedral é o local onde está a cúpula da Igreja Católica Apostólica Romana. Trata-se do coração da cidade do Vaticano, uma unidade política independente localizada no coração da cidade de Roma, na Itália.

Entre os responsáveis pela basílica, nomes como Michelangelo auxiliaram em sua construção no século XVII. Atualmente, a Basílica de São Pedro é reconhecida como uma das obras artísticas mais belas do planeta, além de seus aspectos políticos e religiosos.

Kodesh Hakodashim

O Kodesh Hakodashim, ou Santo dos Santos, é um dos destinos religiosos que não estão inteiros desde sua construção, mas é mantido como um destino de peregrinação. Trata-se dos restos de um templo destruído em Jerusalém no primeiro século da era comum, onde os líderes judeus buscavam preservar seus ritos mais sagrados. Fala-se que é neste local que a Arca da Aliança era mantida, no passado.

Catedral de Canterbury

Essa impressionante catedral é uma espécie de Basílica de São Pedro do mundo anglicano. Trata-se do centro da religião protestante britânica, localizada na cidade de Canterbury, que é recheada de locais sagrados para a igreja protestante local.

Rio Ganges

Para os Hindus, banhar-se nas águas do Rio Ganges é um importantes símbolo de purificação interna do espírito. O nome do rio é uma homenagem à deusa hindu Mãe Ganges, e o rio inicia-se nas montanhas himalaias, no norte da Índia, chegando até à baía da bengala, em Bangladesh.

Atualmente, infelizmente, o rio divide-se entre um dos principais destinos religiosos do planeta, com pessoas acreditando em seu poder purificador, e suas funções econômicas, o que o torna extremamente poluído.

Monte Fuji

Embora nem sempre seja lembrado entre os principais destinos religiosos por aqui, o Monte Fuji é absolutamente importante para os xintoístas e budistas. A montanha está entre os locais que fazem parte do patrimônio da humanidade, segundo a UNESCO, e atrai milhões de peregrinos todos os anos para conviver com sua beleza e serenidade.

O Monte Fuji faz parte da tríade de montanhas sagradas no Japão, incluindo o Monte Haku e o Monte Tate.

Fátima

Mais um entre os destinos religiosos de tradição católica, Fátima – em Portugal – é uma cidade que recebia pouca atenção católica até o início do século XX. Em 1917, no entanto, diversos relatos de moradores locais afirmavam visões da Virgem Maria na cidade. Isso fez com que diversos devotos visitassem a cidade para presenciar o local dos milagres, fazendo com que a tradição de fervor pela figura religiosa na cidade fosse mantida até os dias atuais.

Leave a Reply