Boeing 777-300: Conheça o modelo

O Boeing 777-300 é uma das versões mais sofisticadas da linha 777 da fabricante. Trata-se de uma aeronave do tipo widebody, e é um bimotor turbofan. De forma geral, o 777 é o maio modelo bimotor do planeta, carregando entre 314 e 550 passageiros por rota.

De forma geral, estas aeronaves são divididas em três classes distintas, e podem alcançar uma distância entre 9.695 e 17.372 quilômetros de distância, a depender a configuração.

Especificações técnicas à parte, o Boeing 777-300 é um modelo bastante recente, capaz de mesclar um custo relativamente baixo e economia de combustível a bastante tecnologia e conforto para os passageiros.

Atualmente, dezenas de companhias aéreas utilizam esta aeronave Boeing, que pode ser dividida em duas subcategorias: o Boeing 777-300 e o Boeing 777-300ER. Entenda a diferença entre as duas aeronaves, e o que se pode esperar em relação a conforto e tecnologia nas aeronaves deste tipo:

Boeing 777-300

O Boeing 777-300 regular foi desenvolvido para atender ao segmento de mercado que até então era atendido pelos antigos 747-100 e -200. Com capacidade de passageiros e autonomia de voo semelhantes, a grande vantagem está na redução significativa dos custos de manutenção e do consumo de combustível.

Estima-se que o -300 seja até um terço mais econômico que seus 747 equivalentes, o que o torna útil não apenas para o custo de operação, mas para fins ecológicos de queima de combustível.

O modelo foi lançado inicialmente em 1998, especialmente utilizado para rotas domésticas de grande circulação, optando-se – nestes casos – pela configuração de classe única para 550 passageiros por voo. Novas configurações foram desenvolvidas para atender classes distintas em voos menos densos ou internacionais, e o modelo serviu de base para o 777-300ER.

Boeing 777-300ER

O Boeing 777-300ER é o modelo de longo alcance operado por um 777-300. Atualmente, a maior parte dos 777-300 em circulação (exceto rotas domésticas de alto fluxo) são de 777-300ER. O modelo é mais versátil e permite viagens mais longas, o que o torna uma aquisição mais eficiente para a frota das companhias.

Desde seu lançamento, em 2004, o ER passou a ser o principal 777 em circulação, já em processo de substituição dos bimotores mais antigos. De forma geral, ele compete em certos pontos com o A340-600, da Airbus – embora não se possa estabelecer uma relação direta de concorrência entre os dois, considerando as diferenças de configuração.

Quais empresas operam estes aviões?

O Boeing 777-300, em especial em sua variante ER é o modelo com maior sucesso da linha 777 da fabricante. Enquanto a linha inteira recebeu um total aproximado de 2000 aeronaves desde o seu lançamento, em 1995, o 777-300ER é responsável por mais de 800 destas.

A empresa que opera com a maior frota destes modelos é a Emirates, com cerca de 115 aeronaves ativas. A American Airlines recentemente renovou parte de sua frota com novos modelos 777-300ER. Neles, as tecnologias mais atuais de entretenimento e o bom espaço dos assentos é marcante, como já demonstrado em diversas análises específicas sobre o assunto.

Leave a Reply